22-06-2010 20:06

Como os vírus de computador se propragam?

Vírus são programas desenvolvidos para alterar nociva e clandestinamente softwares instalados em um computador. Eles têm comportamento semelhante ao do vírus biológico: multiplicam-se, precisam de um hospedeiro, esperam o momento certo para o ataque e tentam se esconder para não ser exterminados.

Estão agrupados em famílias (boot, arquivo e programa), com milhares de variantes.

Como os vírus de computador se propragam?

Os vírus de propagam por meio de disquetes e de arquivos compartilhados, pelas redes corporativas, por arquivos anexados em mensagens de correio eletrônico e pela Internet. A rede mundial é hoje a principal via de propagação dos vírus –principalmente os de macro e os chamados "cavalos de tróia"–, pois ela permite que os usuários de computador façam download de vários programas e arquivos de fontes nem sempre confiáveis.

Como os vírus de computador são ativados?

Para ativar um vírus, é preciso rodar (executar) o programa infectado. Quando você executa o código do programa infectado, o código do vírus também é executado e tentará infectar outros programas no mesmo computador e em outros computadores conectados a ele por rede.

Que tipos de arquivos podem espalhar vírus?

Todo o arquivo que contém códigos executáveis podem espalhar vírus (.exe, .sys, .dat, .doc, .xls etc.). Os vírus podem infectar qualquer tipo de código executável. Por exemplo: alguns vírus infectam códigos executáveis no setor de boot de disquetes ou na área de sistema dos discos rígidos.

Outros tipos de vírus, conhecidos como "vírus de macro", podem infectar documentos que usam macros, como o processador de textos Word e a planilha de cálculos Excel. Macros são códigos utilizados para automatizar tarefas repetitivas dentro de um programa.

Arquivos de dados puros estão seguros. Isso inclui arquivos gráficos, como .bmp, .gif e .jpg, bem como textos em formato .txt. Portanto, apenas olhar arquivos de imagens não provocará a infecção do computador com um vírus.

O que são vírus de e-mail?

Não existem vírus de e-mail. O que existem são vírus escondidos em programas anexados ao e-mail. Você não infecta seu computador só de ler uma mensagem de correio eletrônico escrita em formato texto (.txt). Mas evite ler o conteúdo de arquivos anexados sem antes certificar-se de que eles estão livres de vírus. Salve-os em um diretório e passe um programa antivírus atualizado. Só depois abra o arquivo.

O que são hoaxes?

São boatos espalhados por mensagens de correio eletrônico, que servem para assustar o usuário de computador. Uma mensagem no e-mail alerta para um novo vírus totalmente destrutivo que está circulando na rede e que infectará o micro do destinatário enquanto a mensagem estiver sendo lida ou quando o usuário clicar em determinada tecla ou link. Quem cria a mensagem hoax normalmente costuma dizer que a informação partiu de uma empresa confíavel, como IBM e Microsoft, e que tal vírus poderá danificar a máquina do usuário.

Desconsidere a mensagem.

Se você receber um e-mail com todas ou alguma das seguintes frases, provavelmente ele é um alarme falso:

Se você receber um e-mail chamado [nome do alarme falso de e-mail], não abra!

Exclua-o imediatamente!!!

Ele contém o vírus [nome de alarme falso].

Ele excluirá tudo no disco rígido e [perigo extremo e improvável especificado aqui].

A existência deste vírus foi anunciada hoje pela [nome de uma organização com boa reputação aqui].

Envie esta mensagem para todas as pessoas que você conhece!!!

A maioria dos avisos de vírus de alarme falso não varia muito em relação a este padrão. Se o e-mail tiver um arquivo que você supostamente deveria executar, ele é provavelmente um Cavalo de Tróia.

—————

Voltar


Contatos

Duarte Nuno

Rua Dr Emílio Guilherme Garcia Mendes nº 53d
2845-608 Amora Seixal


+351 966224327 +351 211818941



 
DuarteInfor